Icterícia

28Amparo Maternal dá dicas sobre icterícia
Icterícia Neonatal atinge quase 60% dos bebês e aflige as mães.

ictericia01Você já reparou que grande parte dos recém-nascidos apresenta, nos primeiros dias de vida, uma coloração amarelada na pele? Calma, isso é conhecido como Icterícia Neonatal e geralmente ocorre após as primeiras 24 horas de vida do bebê. Mas em alguns casos, a icterícia pode ser patológica, causada por inúmeros fatores, e deve ser acompanhada de um médico para ser adequadamente tratada.

De acordo com a médica neonatologista do Amparo Maternal, Silvia Maia Holanda, a icterícia acontece devido ao acúmulo da bilirrubina, um pigmento produzido naturalmente pelo organismo, que deveria ser transportado para o fígado, metabolizado e em seguida eliminado pelas fezes. “Quando esse processo não ocorre de maneira adequada, ocorre o acúmulo desse pigmento, e por isso surge o tom amarelado na pele do bebê”, conclui.

Silvia explica que a icterícia atinge cerca de 60% dos bebês, podendo chegar até 80% em caso de bebês prematuros, mas é um processo fisiológico, geralmente limitado ao período neonatal. “Nos recém-nascidos, a icterícia geralmente começa no segundo dia e piora até o quinto dia de vida. Já nos prematuros ela pode se intensificar durante toda a primeira semana de vida”, pondera a doutora. Por isso, ela explica que é importante o acompanhamento médico e fazer um diagnóstico para saber se existe a necessidade de um tratamento mais intensivo como a fototerapia, pois mesmo aparentemente inofensiva, a bilirrubina em níveis altos colocam o bebê em risco para complicações neurológicas como surdez e retardo mental.

A médica do Amparo Maternal também esclarece que não existe nenhum tratamento de prevenção da icterícia, mas é possível identificar alguns fatores de risco para desenvolvê-la como prematuridade e incompatibilidade sanguínea. Existem também outros elementos que retardam a melhora da icterícia como a amamentação inadequada e a imaturidade do fígado do bebê, que é uma característica comum nos recém-nascidos e que melhora progressivamente após o nascimento. “Nos casos que não necessitam de tratamento, é aconselhável submeter o bebê a banhos de sol no início da manhã e fim da tarde para acelerar a eliminação da bilirrubina”, aconselha.

Sobre o Amparo Maternal

Há 73 anos, o Amparo Maternal é uma maternidade filantrópica que atua com Saúde e Assistência Social, atendendo exclusivamente aos sistemas públicos na cidade de São Paulo. O complexo hospitalar disponibiliza atendimentos de urgência obstétrica, serviços ambulatoriais, internação e Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e o Centro de Acolhida assiste às gestantes, mães e bebês em situação de vulnerabilidade e risco social.
Considerado como uma das maiores maternidades da América Latina, o Amparo Maternal conta com mais de 400 colaboradores e 100 voluntários que contribuem para a realização de cerca de 7 (sete) mil partos anuais, dos quais 80% são normais. Mais informações: Patricia Santana – (11) 5103-5665 – (11) 98130-0944 – visibilidade@acsc.org.br

LE PERA MARKETING SOLUTION S/C LTDA

Camila Ohana
E-mail: camila@lepera.com.br
Fone: (11) 51035665

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria