A saúde intestinal em xeque: os perigos da automedicação

O uso de medicamentos sem prescrição médica pode prejudicar saúde do intestino e agravar doenças

De acordo com pesquisa do Instituto de Ciência Tecnologia e Qualidade (ICTQ), 72% da população brasileira toma medicação por conta própria, enquanto 40% faz autodiagnostico por meio de buscas na internet. Colocando a saúde em risco ao adiar diagnósticos importantes, a automedicação também pode agravar doenças, como é o caso dos problemas intestinais. Os antibióticos, por exemplo, intensificam a irritação do intestino e aumentam a chance de possíveis inflamações do órgão.

O Grupo de Estudos de Doença Inflamatório do Brasil realizou uma pesquisa em seis capitais do país e constatou que 61% dos entrevistados não consultam um médico e se automedicam quando estão com diarreia. Ainda, o levantamento aponta que 46% tomam remédios sem prescrição quando sentem qualquer tipo de dores abdominais.

A Organização Mundial de Gastroenterologia estima que 20% da população global sofre de algum tipo de problema intestinal, porém desse total apenas 10% consultam um médico. Os problemas do intestino aparecem de maneira lenta e progressivamente, por isso um médico deve ser consultado ao sinal de qualquer alteração.

Usar medicamentos de forma indiscriminada altera o ecossistema intestinal, podendo agravar doenças e colocar a saúde em risco eminente. Ainda, mascaram sinais que podem denunciar que há algo de errado – grande parte da população, por exemplo, não vai ao médico quando nota presença de sangue nas fezes, um dos sintomas do câncer colorretal. O mesmo acontece com dores estomacais e diarreia, que podem estar ligadas à Doença de Crohn e à Retocolite Ulcerativa”, alerta o Dr. Tomazo Franzini, diretor da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva.

Confira alguns medicamentos mais utilizados que afetam o intestino

Anti-inflamatórios

Podem causar gastrite, úlcera, diarreia, náusea e vômito por conta das alterações na mucosa.

Aspirina

Sua combinação com anti-inflamatórios ou bebidas alcóolicas intensificam as chances de sangramentos intestinais.

Laxante

Alteram a mucosa do intestino, proporcionando irritações e possíveis inflamações quando usados de forma indiscriminada.

Vitamina C

O excesso de vitamina C provoca distúrbios gastrintestinais e aumentam a chance de cálculo renal.

Sobre a SOBED

Com 24 unidades estaduais, a Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) é uma entidade nacional que representa atualmente mais de dois mil associados. Criada em consonância com o início dos procedimentos endoscópicos no País na década de 1970, possui história baseada em conquistas e avanços na endoscopia digestiva brasileira.

RS Press

Tel: (11) 3875-6296
Matheus Steinmeier
(11) 99933-0433
Karina Morais
(11) 98919-8698
Fernando Morales
(11) 97220-7802

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria