Automedicação e Carnaval

Conselho Regional de Farmácia de SP alerta sobre o uso indiscriminado de
medicamentos durante o carnaval.
Mistura entre álcool e medicamentos pode ser fatal

Hemorragia gastrointestinal, irritação da mucosa do estômago e náuseas são alguns dos sintomas a que a população está exposta caso utilize medicamentos sem orientação adequada. Tendo em vista a tendência ao consumo excessivo de álcool no Carnaval, o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo, CRF-SP, alerta sobre a necessidade de buscar orientação farmacêutica antes de consumir qualquer medicamento, mesmo os isentos de prescrição.

As dores de cabeça, os enjoos e tonturas da “ressaca” podem levar à busca de um alívio rápido sem se importar com os perigos a que estão expostos. A mistura de analgésicos com álcool, por exemplo, pode resultar em sangramentos no estômago e perda da coordenação motora. Já uma superdosagem de paracetamol eleva o risco de danos no fígado.

O CRF-SP alerta ainda sobre a prática ilegal de algumas farmácias que colocam à venda os chamados “kits ressaca”, normalmente uma saquinho contendo vários medicamentos. Essa prática é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e deve ser denunciada. O telefone para denúncias do CRF-SP é 0800 7702273.

Confusão e problemas

Algumas pessoas podem ter sintomas como dor, febre e tosse, achar que isso se deve a algum abuso cometido no carnaval e partir para a automedicação, mas esses sintomas são mecanismos naturais de defesa do organismo e podem sinalizar problemas graves, que só o médico pode avaliar com precisão.

O uso de medicamentos sem orientação pode levar a complicações sérias, já que por trás de uma dor de cabeça pode, por exemplo, haver uma meningite. A febre pode indicar problemas graves de infecção e uma tosse persistente pode ser uma pneumonia. Podem ocorrer outros casos como a pessoa achar que uma dor na parte posterior dos olhos é um sintoma de ressaca, no entanto pode ser dengue e, ao tomar um ácido acetilsalicílico (aspirina, AAS etc.), isso pode gerar um sangramento grave e até a morte.

Pílula do dia seguinte  

No Carnaval, também há tendência de aumento no consumo de pílula do dia seguinte sem orientação. Criado para ser utilizado, em casos de emergência, para evitar a gravidez indesejada, esse medicamento tem sido utilizado como um contraceptivo comum. A eficácia desta pílula diminui com o tempo e, ingerida após cinco dias da relação sexual, não faz mais efeito. Além disso, o uso repetitivo aumenta o risco de falha, não substitui outros métodos contraceptivos como a camisinha e o anticoncepcional e não protege de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs/Aids).

Interação perigosa

Riscos da superdosagem

Sobre o CRF-SP  
Entidade responsável pela habilitação legal do farmacêutico para o exercício de suas atividades, o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo é o maior órgão fiscalizador de estabelecimentos farmacêuticos do país, com mais de 80 mil fiscalizações anuais em farmácias, drogarias, hospitais, indústrias, laboratórios e outros. Atualmente o CRF-SP possui cerca de 50 mil profissionais inscritos  

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
Comunicação
E-mail: comunicacao@crfsp.org.br
Fone: (11) 30671494

Tags:, ,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria