A odontologia moderna prioriza preservar para não remendar

Estudos comprovam que o acompanhamento odontológico preventivo profissional,
visando o equilíbrio biológico desde a infância, pode garantir quase
100% de eficácia nos resultados contra cárie em todas as fases da vida.

Ao longo das últimas décadas, a odontologia tem investido em tratamentos reabilitadores, sobretudo no que se refere à cárie dentária, através das restaurações e tratamentos de canal que, mesmo assim, podem resultar na perda dos dentes. Diante desta realidade, o Professor e Pesquisador da FOB (Faculdade de Odontologia de Bauru – USP) Profº. Dr. José Eduardo de Oliveira Lima (Odontopediatra), investiu 30 anos de estudos, trabalhos científicos e práticas clínicas para implantar um novo conceito na odontologia, cujo objetivo é atuar de forma contundente na prevenção da cárie, e não na cura. Trata-se da “Odontologia de Acompanhamento”, método que consiste em acompanhar o paciente desde os primeiros anos de idade e priorizar o equilíbrio biológico bucal, o que garante 99,8% de resultado na prevenção das cáries em qualquer idade.

O professor partiu do pressuposto de que o homem primitivo, que vivia exclusivamente da natureza, não desenvolvia cárie, pois as condições de equilíbrio físico e químico prevaleciam naquela época. “A saliva e toda a biodiversidade bacteriana presentes na boca possuem função importante para que o equilíbrio possa ser preservado, o que favorece a desorganização do ciclo de formação das cáries. A ação desses agentes naturais, associados a uma profilaxia no consultório mensalmente, ajudam a conquistar um resultado de quase 100% de sucesso na prevenção da cárie, mesmo que a escovação em casa seja vulnerável. Logo, é possível evitar a cárie sem intervenção química. A busca pela naturalidade é a odontologia do futuro”, explica o Professor.

Atualmente, a industrialização dos alimentos e o estilo de vida moderno causaram um maior desequilíbrio da biodiversidade presente na cavidade bucal, alerta o especialista, o que proporcionou o surgimento de cáries mais frequentes. Sabe-se que existem inúmeros fatores envolvidos no surgimento da cárie e que a melhor maneira de evitá-la é por meio da remoção periódica da placa bactéria, buscando o reequilíbrio dessa biodiversidade antes que ela produza ácidos em quantidade e freqüência suficientes para lesionar o esmalte dentário.

O especialista observou em seus estudos que a infância e a adolescência são os períodos mais vulneráveis para o surgimento da cárie, época em que a imaturidade, a falta de coordenação motora e o desinteresse comprometem a eficiência da escovação. A atuação dos pais, muitas vezes não é suficiente para conquistar o resultado desejado na escovação. Por isso, é imprescindível o acompanhamento profissional, principalmente nessas fases, onde o paciente deve visitar o consultório mensalmente para corrigir as falhas da escovação e promover o reequilíbrio da flora bacteriana, de uma forma natural, sem danos à saúde e sem transferir a responsabilidade aos pais.

Um exemplo bem sucedido e referência deste novo protocolo de tratamento está sendo realizado pela Top Dent, pioneira nesse tipo de atendimento. Há 20 anos, a rede de clínicas oferece o acompanhamento preventivo em Odontopediatria e Ortodontia a milhares de famílias. “É um local agradável onde as crianças gostam de frequentar e divertem-se, o que chamamos de “Odontologia sem Medo”, pois há também atividades pedagógicas realizadas a cada sessão. Os adultos também podem fazer um controle preventivo para manter a saúde bucal em equilíbrio”, diz o odontopediatra.

Cárie: doença da modernidade

Na América, a cárie incide em cerca de 95% da população, incluindo os Estados Unidos. Assim, a cárie dental constitui, inegavelmente, sério problema social, ou seja, uma epidemia mundial. A Implantodontia é uma opção moderna para os casos de reposição dos dentes perdidos, que procura devolver as funções estéticas e funcionais próximas do natural e ainda, preservar a estrutura óssea, trazendo conforto e estabilidade. No entanto, a odontologia já prevê que nada disso será necessário para a maioria das pessoas das novas gerações, pois passar por toda a infância e adolescência sem a experiência da cárie dentária não será um problema.

A “Odontologia de Acompanhamento” está ganhando cada vez mais espaço dentre os profissionais e acadêmicos do setor, além dos pacientes, porque visa, acima de tudo, preservar os dentes íntegros e saudáveis e, com isso, evitar que as pessoas venham precisar de tratamentos curativos no futuro. Isso significa uma nova forma de se prestar o serviço odontológico, isto é, a “Odontologia de Preservação”, finaliza Dr. Lima.

  Dr. José Eduardo de Oliveira Lima

Professor da USP e cirurgião-dentista especialista em odontopediatria da TopDent. Professor livre docente do departamento de odontopediatria, ortodontia e saúde coletiva da faculdade de odontologia de Bauru – USP. Professor nas áreas de graduação, especialização e pós-graduação, coordenador do curso de especialização em Odontopediatria.

HOLDING COMUNICAÇÕES
Daniel Santos
E-mail: daniel.santos@holdingcom.com.br
Fone: (11) 20617919

Tags:, ,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria