Composição da Pele

As funções do maior orgão humano

A pele é o maior e mais extraordinário órgão do corpo humano. Os aproximadamente 1,80 metros quadrados de pele que revestem a superfície externa do corpo de um adulto médio, sem qualquer ruptura nas várias aberturas do corpo, formam uma barreira protetora dos tecidos mais profundos contra a ação de agentes físicos, químicos e bacterianos e constituem aproximadamente 15% do peso total do corpo.

Uma polegada quadrada (2,54 centímetros quadrados) de pele contém milhões de células, bem como muitas terminações nervosas cuja finalidade específica é transmitir as sensações de calor, frio e dor. Além disso, cada polegada quadrada contém inúmeras glândulas sebáceas, folículos pilosos e glândulas sudoríparas. Há também uma intrincada rede de vasos sangüíneos que nutrem essa complexa estrutura.

Além de proteger nossos órgãos vitais, a pele também atua como regulador da temperatura do corpo. Quando o corpo está frio, os vasos sangüíneos se contraem diminuindo o fluxo de sangue através da pele, reduzindo, assim, a perda de calor e mantendo a temperatura normal do corpo. Quando a temperatura do corpo aumenta, esta é diminuída com a dilatação vascular e o aumento do fluxo sangüíneo na superfície da pele. As glândulas sudoríparas, controladas por um centro de controle de calor no cérebro, também participam desse processo. Quando o corpo está quente, suamos e a evaporação do suor na pele esfria a superfície do corpo e ajuda a manter a temperatura normal do corpo. Nesse aspecto, a pele funciona como um órgão excretor, eliminando resíduos inúteis do corpo como, por exemplo, uréia, embora essa excreção seja mínima se comparada com os rins, que realizam a excreção via urina.

Através da sua textura, cor e limpidez, a pele fornece informações sobre a nossa saúde em geral. Os nervos sensitivos enviam sinais para o cérebro sobre perigos. Um grupo de terminações nervosas especializadas da pele pode ativar os sistemas nervoso e endócrino até a excitação sexual.

Embora a espessura média da pele seja de 0,25 cm, ela varia desde 0,5 mm nas pálpebras e dobra interna dos cotovelos até 4 mm ou mais na palma das mãos e sola dos pés.

A pele é composta de três camadas:

• Epiderme
• Derme
• Tecido subcutâneo

Epiderme (cutícula)

É a camada externa – a pele que você vê. A superfície externa da epiderme é composta de células mortas. As células escamosas ficam logo abaixo da superfície externa; as células basais constituem a camada mais inferior da epiderme.

É necessário aproximadamente 1 mês para que novas células da pele, produzidas na epiderme viva, movam-se para cima, para a superfície externa. Á medida que as células se afastam de sua fonte de nutrição, elas ficam menores e mais achatadas, se transformando em uma proteína insolúvel chamada queratina. Uma vez na superfície externa, elas permanecem durante pouco tempo como uma cobertura protetora e, em seguida, se descamam em conseqüência de lavagem e fricção.

Portanto, a pele é um órgão dinâmico, que está constantemente em renovação.

As células que produzem a pele constituem aproximadamente 95% da epiderme do corpo. As células restantes produzem um pigmento negro, a melanina. A melanina é a responsável pela coloração da pele e ajuda a protegê-la contra os raios de luz ultravioleta. Todas as pessoas de todas as raças nascem com o mesmo número de células de pigmentação (melanócitos). Todavia, o índice em que as glândulas de melanina são formadas nessas células e o seu grau de concentração na epiderme são características hereditárias e os principais fatores nas diferenças de cor da pele, assim como a exposição à luz solar.

Derme (córion)

Encontrada abaixo da epiderme, a derme constitui 90% da massa da pele. Ela é um manto denso de fortes fibras brancas (colágeno) e fibras elásticas amarelas (elastina), através das quais os vasos sangüíneos, células musculares, fibras nervosas, canais linfáticos, folículos pilosos e glândulas estão entremeados. A derme concede força e elasticidade à pele.

  A interface entre a epiderme e a derme é extremamente irregular e consiste de uma sucessão de papilas, ou projeções semelhantes a dedos, que são pequenas onde a pele é fina e mais longas na pele da palma das mãos e da sola dos pés. As papilas na palma das mãos e na sola dos pés estão associadas a elevações na epiderme, as quais produzem saliências que são a base para a identificação da impressão digital.

À medida que envelhecemos, a derme vai afinando e a pele se torna mais transparente, o que contribui para a saliência dos vasos sangüíneos na pele das pessoas mais idosas.

Tecido subcutâneo (hipoderme)

Sob a derme está o tecido subcutâneo, que é composto em sua maior parte por gordura e pelo qual passam os vasos sangüíneos e nervos. Esta camada, que é especializada em produzir gordura, é distribuída desigualmente pelo corpo. As raízes das nossas glândulas sebáceas e sudoríparas estão localizadas nessa camada. O tecido subcutâneo afina e desaparece com o envelhecimento.

Referências:

  1. Compton’s Interactive Encyclopedia. (c)1994 Compton’s Learning Company. (c)1994 Comptons NewMedia, Inc. and its licensors. Edition 1995.
  2. Microsoft (R) Encarta. Copyright (c) 1993 Microsoft Corporation. Copyright (c) 1993 Funk & Wagnall’s Corporation.
  3. Stedman, Dicionário Médico. Editora Guanabara Koogan S.A., Rio de Janeiro – RJ, 23ª Edição, 1979.

 

Tags:, , ,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Sonia Lima

Com formação em Letras pela USP e tendo traduzido e/ou revisado centenas de textos científicos, Sonia é a colaboradora mais experiente do EsteticDerm nos textos de literatura de beleza e saúde. Trabalhou com obras científicas em diversas áreas como médicas, odontológicas, ortopedia, psiquiatria e quiropraxia e áreas de exatas como engenharia e arquitetura.

Email Site /blog

Dados desta matéria