Vem chegando o verão e a temporada de manchas de pele

Invista e abuse dos protetores solares para fugir deste problema

Sol, hormônios e a herança genética são os principais fatores para o desenvolvimento do melasma, as famosas manchas de pele, que tiram o sono de quase todas as mulheres, mais predispostas a desenvolvê-las do que os homens. A chegada do verão exige cuidados redobrados para preveni-las, já que os raios solares são os principais responsáveis pelo seu aparecimento.

A médica dermatologista Silvana Coghi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology, explica que o surgimento de manchas é mais frequente em pessoas de pele clara e que ficam mais expostas ao sol.

De acordo com a médica o fotoprotetor é a principal ferramenta de prevenção e clareamento de manchas. “Para potencializar sua proteção é preciso reaplicar o filtro solar a cada quatro horas e evitar o sol entre 10 e 16 horas”, afirma. O uso de clareadores também pode ajudar, assim como, alguns fotoprotetores com cor. Importante, porém, tomar cuidado no uso de ácidos clareadores. “Se você usa produtos que contêm ácido, mas não utiliza corretamente um protetor solar, você pode piorar a mancha”, reforça a dermatologista.

Lançar mão do produto certo para o tipo de pele também é outra recomendação: pessoas com a pele seca ou desidratada devem optar por filtros solares com ação hidratante. Já mulheres jovens, com pele mista ou oleosa, podem usar fotoprotetores não oleosos, que hidratam e controlam a oleosidade. Para as mais maduras e sensíveis, existem produtos solares com alto poder de hidratação e de proteção.

Entretanto, independentemente do tipo de pele, os cuidados devem começar na infância. O mais adequado é se antecipar ao problema e procurar a orientação de um dermatologista. “A mulher não deve esperar a pele piorar para iniciar a prevenção”, alerta. Ela enfatiza ainda que é mais comum surgirem manchas em torno dos 30 anos. Na idade mais avançada, acima de 60 anos, as preocupações femininas são outras: flacidez, hidratação, sinais de envelhecimento e rugas.

Dra. Silvana lembra ainda, que o tabagismo, anticoncepcionais e a má alimentação são fatores externos que colaboram para prejudicar a pele, que tende a ficar opaca, sem brilho e com os poros abertos. Investir na fotoproteção é o principal cuidado para prevenção do ressecamento, da desidratação e do envelhecimento precoce.

Dra. Silvana Coghi

é médica dermatologista do Hospital e Maternidade São Camilo – Pompéia, mestre em dermatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo- FMUSP, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology.

Tino Comunicação

Cinthia Curado
E-mail: cinthia@tinocomunicacao.com.br
Fone: (11) 35293619

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria