Lipoenxertia

Artigo aponta possível mudança na técnica de lipoenxertia

lipoenxertia01Embora tenha sido de cunho experimental, publicação americana pode nortear mudanças no tipo de gordura a ser utilizada na lipoenxertia, o que poderá ajudar na melhor qualidade, compatibilidade e previsibilidade de resultados.

Poucas pessoas sabem, mas é possível utilizar da própria gordura do corpo a favor da beleza como, por exemplo, aumentar os lábios, “maças do rosto”, linha da mandíbula, nádegas, mamas, melhorar cicatrizes, diminuir o “bigode chinês” (de maneira semelhante de como já se usa com os preenchedores de ácido hialurônico), dentre outras regiões. Esse procedimento chama-se lipoenxertia estruturada. No entanto, num futuro breve, pode haver mudanças na maneira de se utilizar a gordura corporal para esse tipo de cirurgia.

Atualmente, os cirurgiões plásticos têm como referência três camadas de gorduras do corpo: células sanguíneas, células gordurosas puras e uma camada com um óleo pouco denso. A camada pura de gordura é a mais utilizada em todo mundo. Porém, artigo escrito por médicos americanos abre uma nova vertente acerca da melhor técnica para o procedimento.

Segundo a publicação, há outra camada mais densa de gordura, que poderá vir a substituir a atual. “Esse estudo mostra que a gordura de maior densidade pode ser mais efetiva na lipoenxertia estruturada por possuir mais células progenitoras e maior concentração de mediadores vasculogenéticos. Em suma, a gordura de maior densidade pode oferecer melhor compatibilidade e resultados mais eficazes ao procedimento de lipoenxertia“, comenta o Cirurgião Plástico e Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Marcelo Wulkan, autor do livro “Desvendando a Cirurgia Plástica: orientações ao paciente“.

Lipoenxertia atual

Enquanto a comunidade médica não determinar a mudança de técnica, o procedimento continuará a ser realizado normalmente. No Brasil, a aceitação cresce a cada ano, pois é uma cirurgia conceituada em todo mundo e com resultados surpreendentes. “Após preparo cuidadoso da gordura, ela pode ser injetada em uma grande variedade de locais do corpo, conforme a necessidade de cada paciente. A grande vantagem da lipoenxertia estruturada sobre os outros métodos de preenchimento com materiais sintéticos é o fato de a gordura ser naturalmente disponível em quase todas as pessoas. Quando feita de forma apropriada, tem resultados potencialmente definitivos“, ressalta Dr. Wulkan. Uma outra boa opção do uso de lipoenxertia, lembra o médico, é também associá-la com cirurgias de implante de mama próximo de sua borda para que o implante fique tenha suas bordas mais camufladas, diminuindo o estigma de aparência óbvia de que a paciente fez plástica mamária.

Dr. Marcelo Wulkan

Cirurgião Plástico-CRM 108732- RQE 28948 Médico cirurgião plástico com doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. É membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da International Confederation for Plastic, Reconstructive & Aesthetic Surgery (IPRAS). É também “active member” e “full voting member” da Rhinoplasty Society, a mais importante sociedade de cirurgiões plásticos do mundo com foco em rinoplastia. Foi o cirurgião plástico estrangeiro mais jovem a apresentar aula em Harvard-BIDMC. Após o término de sua residência em cirurgia plástica, optou por se especializar ainda mais em cirurgia plástica estética e reconstrutiva nos Estados Unidos em Harvard, New York University, University of Illinois at Chicago e University of Pittsburgh. Com o conhecimento adquirido nos EUA, o Dr. Wulkan se tornou o único representante no Brasil e América do Sul de um dos mais experientes centros de contorno corporal/plástica pós-grande perda de peso do mundo: o Hurwitz-Center for Plastic Surgery (centro pioneiro do Total Body Lift). Esta parceria é única e levou à criação do Wulkan-Hurwitz Center for Plastic Surgery visando ajudar pacientes dos EUA, Brasil e outros países a realizar tratamentos completos seguindo rigorosas condições de qualidade e segurança. Autor do livro: Desvendando a Cirurgia Plástica: orientações ao paciente.

HOLDING COMUNICAÇÕES

Daniel Santos
E-mail: daniel.santos@holdingcom.com.br 
Fone: (11) 20617919

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria