Pneumonia: o perigo cresce em todo o país

14 pessoas são internadas por hora em São Paulo.
Pneumonia é a maior causa de internação do Brasil nessa época do ano.
Grupos de risco, como crianças e idosos, devem ficar atentos

gripe01No inverno, o risco de contaminação por doenças que comprometem o sistema respiratório fica maior, por isso é necessário cuidado, principalmente em relação à gripe e à pneumonia.

Quando é diagnosticada uma gripe, por se tratar de uma doença mais comum, não é causado tanto temor. Já o diagnóstico da pneumonia pode assustar, porque elas são, de fato, doenças diferentes em vários aspectos e requerem mais atenção.

Gripe x Pneumonia

A gripe é uma doença aguda que acomete as vias respiratórias, causada pelo vírus Influenza, altamente contagiosa. Os sintomas são febre acima de 38°C, tosse, catarro, dores pelo corpo e mal-estar generalizado. Os efeitos da doença costumam durar mais ou menos 7 dias. Para tratá-la, bastam remédios para aliviar os sintomas e aguardar a reação do próprio organismo, que se encarregará de eliminar o vírus.

a pneumonia se caracteriza como uma infecção nos pulmões, podendo afetar a região dos alvéolos pulmonares e, às vezes, os interstícios. Pode ser causada por vírus, bactéria, fungos e reações alérgicas. Os sintomas são os mesmos da gripe, e também falta de ar, pressão baixa e até desmaios. Geralmente são mais duradouros do que os da gripe. A pessoa com tal infecção nos pulmões não infecta as outras facilmente e são necessários antibióticos para combater a doença.

Para se prevenir contra a pneumonia e evitar fatalidades, o dr. Ricardo Teixeira, membro da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), aconselha evitar infecções respiratórias virais, principalmente no outono e inverno, vacinação pneumocócica para crianças com menos de dois anos, para maiores de 60 anos, e em pacientes imunossuprimidos, esplenectomizados e portadores de doenças pulmonares crônicas; cuidado com a broncoaspiração de pessoas com dificuldade de deglutição; manutenção adequada de ar condicionado (principalmente em instituição de saúde, para evitar infecção por germes atípicos) e procurar serviço médico com sintomas como tosse produtiva, falta de ar, dor torácica (que piora com a respiração) e febre.

Pneumonia em números

A pneumonia afeta cerca de 2,1 milhões de brasileiros todos os anos, segundo dados do DATASUS. Esta doença é a principal causa de internação hospitalar (mais de 960 mil casos por ano) e a quinta causa de morte no Brasil. Dados da OMS demonstram que a pneumonia é responsável por 18% das mortes em crianças menores de cinco anos e 99% desses casos são registrados em países em desenvolvimento. Outro grupo de risco é o dos idosos, que tem as defesas locais mais lentas e por isso a doença pode ser até fatal se não tratada. Dos 24.756 óbitos por pneumonia registrados no último levantamento do SUS (2005), 70% eram de pacientes com mais de 65 anos.

A internação é necessária nos casos de pacientes idosos, principalmente se tiver comorbidades (problemas cardíacos, renais, diabetes, entre outras doenças); pacientes com sinais de insuficiência respiratória aguda (oxigenação baixa, uso de musculatura respiratória acessória, falta de ar importante); pacientes com doenças pulmonares crônicas (bronquite crônica, enfisema, asma, fibrose pulmonar) graves ou que recebem terapias que diminuem a imunidade (transplantados, por exemplo).

Segundo o especialista, toda pneumonia deve ser tratada o quanto antes e dificilmente será resolvida sem uso do antibiótico adequado.

Em casos mais graves, principalmente nos paciente com maior risco, pode haver necessidade de entubação orotraqueal e uso de ventilação mecânica. Também pode haver choque séptico. Assim, qualquer suspeita de pneumonia deve ser avaliada pelo médico para poder ser instituído o tratamento adequado.”

Acontece Comunicação e Notícias

Júlia Ramos, Patrícia Boroski ou Letícia Leite
(11) 3871.2331 // 3873.6083
www.acontecenoticias.com.br
acontececom4@acontecenoticias.com.br

Tags:

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria