Acne no couro cabeludo?

Entenda por que as espinhas surgem na região capilar e como evitá-las

Acne no couro cabeludo pode surgir, principalmente em pacientes que têm a pele mais oleosa, por conta do estresse, certos alimentos e desequilíbrio hormonal. Saiba como tratar o problema

São Paulo – 03/12/2019 – Moramos em um país tropical, o que favorece de certa maneira o desenvolvimento da acne, uma vez que ela tem relação com a oleosidade – que é estimulada pelo calor. Algumas pessoas já observaram, no entanto, que a acne não é algo específico da pele do rosto: ela também pode aparecer nas costas, nos glúteos, na região do peitoral e, também, no couro cabeludo. “A acne no couro cabeludo refere-se a espinhas espalhadas por toda a região, enquanto a foliculite se refere a infecções ou inflamação ao redor dos folículos capilares. A acne ‘capilar’ é tipicamente vista com mais frequência em pessoas que também têm acne facial“, explica a dermatologista e tricologista Dra. Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Para quem está experimentando o problema, antes de surtar, aqui vai um guia do que você pode ou não fazer para evitar e tratar o problema:

O que é acne no couro cabeludo?

Todos sabemos como são as espinhas, mas agora imagine isso ao redor da linha do cabelo ou espalhado por seu couro cabeludo. A acne do couro cabeludo ocorre pela inflamação das glândulas sebáceas e derme, na região do couro cabeludo. Mas isso não deve ser confundido com dermatite seborreica (geralmente devido a oleosidade em excesso no couro cabeludo combinado com pele inflamada que causa grandes flocos de pele) ou cistos pilares (cheios de queratina). “Procure sempre um médico para o diagnóstico correto, pois pode ser algo mais sério do que uma espinha típica”, explica a médica. “Se você está preocupado que sua caspa definitivamente esteja causando espinhas, não existe um link específico entre as duas. No entanto, pacientes com caspa tendem a ter superprodução de óleo e atividade sebácea no couro cabeludo. Então, eles também podem ser mais propensos a desenvolver acne“, afirma a médica.

Por que elas surgem?

Assim como a acne facial, há várias razões pelas quais a acne aparece no seu couro cabeludo: estresse, desequilíbrio hormonal, certos alimentos e respostas imunes anormais podem ser fatores contribuintes. “Geralmente, produtos à base de óleo, como pomadas pesadas, podem causar obstrução dos poros ou glândulas, o que torna ainda mais importante lavar (e modelar) o cabelo com os produtos certos”, afirma a tricologista. “Pacientes com pele mais oleosa (ou couro cabeludo) podem estar mais predispostos a desenvolver acne ou espinhas no couro cabeludo porque a atividade extra da glândula sebácea que produz o óleo também suporta um ambiente que promove o crescimento bacteriano – especialmente propionibacterium acnes (bactéria da acne) e outras formas de bactérias como estafilococos e estreptococos”, diz a médica.

O que você não deve fazer se tiver uma espinha no couro cabeludo?

Nunca é uma boa ideia apertar ou estourar uma espinha no couro cabeludo (ou em qualquer outro lugar), a menos que seja realizada em um ambiente médico com técnicas e produtos para prevenir traumas ou infecções contínuas da pele, explica a Dra. Kédima. “Em muitos casos, a pressão desses comportamentos faz com que a infecção e a inflamação da espinha se aprofundem na pele, o que pode prolongar o curso da lesão“. Em última análise, isso pode levar a mais cicatrizes na pele e perda de cabelo. Moral da história? Tire as mãos daí.

O que você pode fazer para tratar a acne no couro cabeludo?

Primeiro passo é consultar um médico dermatologista ou tricologista.Ele vai indicar a rotina de lavagem, com xampus medicamentosos formulados com ingredientes antibacterianos, como enxofre e ácido salicílico. É melhor ensaboar e deixar o shampoo anti-inflamatório descansar por três minutos antes de enxaguar para obter o melhor efeito“, diz a médica. Há ainda outras opções tópicas, como clindamicina tópica, eritromicina, peróxido de benzoíla e ácido salicílico. “Para casos mais graves, são prescritos antibióticos orais ou retinoides orais“, diz a médica.

O que você pode fazer para prevenir a acne no couro cabeludo?

Apesar da falta de informações sobre acne no couro cabeludo na rede mundial de computadores, a condição não é incomum. “Ajudar a evitar o acúmulo de óleo e descamação pode ser extremamente útil, então vale a pena controlar o estresse e se alimentar adequadamente, evitando certos gatilhos que podem aumentar a produção de óleo no couro cabeludo e no rosto“, explica. “O shampoo de cetoconazol também é uma boa opção“, finaliza a médica.

DRA. KÉDIMA NASSIF:

Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. www.kedimanassif.com.br

HOLDING COMUNICAÇÕES

Maria Claudia
E-mail: maria.claudia@holdingcomunicacoes.com.br
Fone: (11) 20617919

Tags:, , ,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria