Dica: Reutilizar o protetor solar do último verão

Algumas condições devem ser analisadas antes de usar o produto do verão passado,
mas se o uso regular do filtro solar for feito, ele terminará antes desse período

São Paulo – 12/12/2019 – Muitos brasileiros não conseguem inserir na rotina o hábito do uso do filtro solar diariamente e segundo pesquisa liderada pelo consultor e pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, Farmacêutico e diretor científico do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele, 60% da população não aplica o fotoprotetor diariamente. Por isso, é comum que muitas pessoas tenham a dúvida sobre poder ou não utilizar o mesmo produto do ano passado. “O filtro solar pode ser utilizado de um ano para o outro desde que esteja dentro da validade e em perfeito estado de armazenamento, evitando ter sofrido variações intensas de temperatura, ficando mal acondicionado e não apresente grumos, mudança de cor, cheiro, textura ou esteja liquefeito”, destaca a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “Mas se o paciente usar diariamente o fotoprotetor, essa pergunta não fará mais sentido, uma vez que ele terminará com o produto muito antes”, acrescenta.

De acordo com a médica, não é aconselhável a exposição solar sem fotoproteção, principalmente se tratando de pacientes de pele mais clara, mesmo nos horários recomendados, pois sabe-se que mesmo quando a pele se encontra em dose sub eritematosa, ou seja, ainda não apresenta vermelhidão ou sensibilidade local, já está em estado inflamatório e, com isto, produz espécies reativas de oxigênio, nitrogênio e carbono que causam danos ao DNA celular. “Até mesmo em dias nublados, chuvosos e na temporada de frio, o uso do produto é obrigatório, pois a radiação UV mesmo em um dia 100% encoberto, ela só é barrada em 30% e 70% dessa radiação passa”, afirma a médica.

O filtro solar deve ter FPS de no mínimo 30. “Mas não esqueça a proteção contra o UVA, infravermelho e luz visível!” Os estudos afirmam que um FPS 15 consegue filtrar 93% dos raios UVB do sol, enquanto o FPS 30 filtra 97%. A partir desse valor (FPS 50, 70 ou mais), a diferença é mínima com relação ao UVB, mas como a legislação brasileira exige que a proteção contra UVA seja de pelo menos 1/3 do FPS, a proteção contra essa radiação aumenta. Como nenhum protetor solar pode filtrar 100% dos raios UVB do sol, as roupas de proteção (com FPS), chapéus e procurar sombra também são indicações importantes.

Segundo a médica, quanto à aplicação do produto, as recomendações mundiais pelos consensos tanto brasileiros de fotoproteção quanto pelos guide lines internacionais, especialmente o guide line europeu e americano, é que se use dois miligramas por centímetro quadrado, mais ou menos uma colherzinha de café. “Tenho que passar o filtro solar até que essa camada generosa cubra toda a área e eu tenha aquela sensação de que existe um conforto e uma cobertura homogênea. Então obrigatoriamente, eu devo passar e estender no rosto até a raiz do cabelo, até a região pré-auricular, bem pertinho da dobra da orelha, não esquecer pescoço, nuca, orelhas quando eu estou em exposição ao sol como praia, piscina, caminhada, porque é uma área que frequentemente sofre queimadura, mesmo no inverno; reforçar a região da saliência do malar, reforçar a região supralabial e ponta nasal, que é onde nós mais percebemos os campos de cancerização e mesmo a formação das manchas. Não posso esquecer de passar o protetor solar na região do pescoço, do colo, para os homens o V da camisa, que acaba sendo uma área esquecida e por conta disso, a gente acaba tendo a demarcação da linha do fotoenvelhecimento e o aparecimento das queratoses actínicas, que são lesões do tipo pré-câncer”, diz a médica. Não esqueça de passar na região do dorso das mãos. “Enfim, o corpo em situações em que toda a área está exposta como lazer, recreação, ou mesmo em atividade física, ele deve estar coberto por filtro solar”, finaliza a médica.

DRA. CLAUDIA MARÇAL –

É médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.

HOLDING COMUNICAÇÕES

Paula Amoroso
E-mail: paula.holding@holdingcom.com.br
Fone: (11) 61617919

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria