As principais causas e os tratamentos para as falhas nas sobrancelhas

 

Podendo ser provocadas por diversos motivos, que incluem desde depilações excessivas até o processo natural de envelhecimento, falhas tendem a ocorrer ainda mais nas sobrancelhas do que nos cabelos. 

Dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff explica quais as opções disponíveis para dar fim ao problema.

São Paulo – 05/12/2019 – Além de funcionarem como forma de proteção para os olhos, as sobrancelhas também são consideradas a moldura dessa região, sendo assim de grande importância estética para o rosto. Por isso, é natural que as pessoas se incomodem com falhas na sobrancelha, que, de acordo com a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, tendem a ocorrer até mais do que nos cabelos, já que os fios da sobrancelha, naturalmente, demoram mais para crescer. “Isso por que, quando comparada aos cabelos, a fase de crescimento (anágena) dos fios da sobrancelha é mais curta e a fase de queda (telógena) é mais longa. Logo, os fios da região demoram mais para nascer e crescer, caem mais rápido e tendem a ser mais curtos do que os fios do cabelo”, afirma.

Além disso, fatores externos, como a aplicação de tinturas e descolorantes em excesso, utilização de maquiagens inadequadas e uso de certos medicamentos também podem prejudicam o crescimento das sobrancelhas, tornando-as enfraquecidas e podendo favorecer o afinamento e o aparecimento de falhas nos pelos dessa região. “Uma das principais causas das falhas nas sobrancelhas é a depilação frequente e repetida da região, pois o hábito torna os fios fracos, podendo parar de nascer e crescer. Por isso, é importante respeitar um intervalo de pelo menos 20 dias entre uma depilação e outra”, alerta a dermatologista.

Em resumo, basicamente tudo que prejudica o crescimento e favorece o aparecimento de falhas nos cabelos também faz o mesmo com as sobrancelhas. Logo, fatores como desnutrição, emagrecimento em curto espaço de tempo, hipertireoidismo e o processo natural de envelhecimento também podem causar alterações nos pelos da região. “Algumas doenças de pele e sistêmicas, como psoríase, hanseníase, dermatite, alopecia aresta e sífilis, também podem prejudicar a saúde das sobrancelhas. Por isso, caso você perceba o surgimento de falhas e queda excessiva na região, é muito importante que você consulte um dermatologista, que poderá definir exatamente a origem do problema”, recomenda a médica.

Mas a boa notícia é que, após exame dermatológico para definir a causa da queda da sobrancelha, é possível adotar alguns cuidados para fazer com que os fios da região voltem a crescer fortes e saudáveis, como a adoção de uma dieta balanceada e rica em nutrientes que vão favorecer o bom funcionamento do organismo como um todo. Hoje, já existem também produtos seguros formulados com ativos como bimatoprostota e Minoxidil que podem ser receitados pelo seu dermatologista para acelerar o crescimento das sobrancelhas e ajudar no tratamento das falhas. “A bimatoprostota é um ativo que modifica o ciclo natural dos fios, fazendo que passem a crescer o dobro, além de torná-los mais espesso e pigmentados. Já o Minoxidil age através da vasodilatação da região, aumentando o aporte de nutrientes e oxigênio para os fios, que passam a crescer mais rápidos e espessos”, explica a Dra. Paola.

Em alguns casos, a suplementação de vitaminas com peptídeos, aminoácidos e queratina também pode ser recomendada para ajudar no crescimento dos fios das sobrancelhas. Mas o ideal é optar por adquirir esses nutrientes através de alimentação adequada e deixar a suplementação para casos de deficiência nutricional, sempre sob orientação médica. “Já quando a causa da queda das sobrancelhas é uma doença de pele ou sistêmica, apenas o uso de ativos para crescimento dos fios e a adoção de hábitos saudáveis não serão suficientes, sendo necessário então tratar a doença em sua origem, o que pode ser feito de diferentes formas a depender do quadro de saúde do paciente”, completa a especialista.

Por fim, a Dra. Paola Pomerantzeff alerta que o ideal é consultar um profissional especializado até mesmo antes de optar por procedimentos estéticos comumente utilizados para disfarçar a queda das sobrancelhas, como a micropigmentação, que consiste em aplicar uma espécie de tinta na pele da região para delinear e corrigir falhas. “Apesar de existirem profissionais que executam a micropigmentação de maneira natural e segura, desenhando fio a fio, é preciso tomar cuidado. Isso por que, caso você não goste do resultado, o laser utilizado pelo dermatologista para remover a micropigmentação pode fazer com que os fios da sobrancelha caiam temporariamente, piorando o quadro ao invés de melhorar. Logo, é importante pensar bem antes de decidir realizar a micropigmentação e verificar se o profissional que a realizará é realmente capacitado”, finaliza.

DRA. PAOLA POMERANTZEFF

Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

HOLDING COMUNICAÇÕES

Guilherme Zanette
E-mail: guilherme.zanette@holdingcomunicacoes.com.br
Fone: (11) 20617919

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria