Conheça 3 tendências em cuidados com a pele

Cuidar da beleza da pele é essencial para a manutenção de uma boa autoestima;
A Dra. Paola Pomerantzeff comenta sobre três tendências para 2020.

São Paulo – 27/01/2020 – Nós adoramos cuidar da pele para deixá-la saudável e bonita. Por isso, é bom estar sempre atualizado para adicionar as novas tendências à rotina de cuidados para conquistar a pele ideal. Já sabe o que estará em alta em 2020? A Dra. Paola Pomerantzeff, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), fala sobre três assuntos que estão em voga. Confira:

Microbioma:

A nossa pele é habitada por milhares de bactérias, fungos e vírus. Esses microrganismos têm nome de microbioma, cuja função é proteger o nosso corpo de doenças e outros problemas, como o ressecamento e a sensibilidade da pele. “Esses microrganismos ‘bonzinhos’ são os chamados comensais. A presença deles na pele previne o surgimento de germes causadores de doenças e mantém o pH da pele em equilíbrio”, explica.

Dentre os fatores que afetam o microbioma, estão:

má alimentação, hábitos de higiene, uso de cosméticos, sabonetes e produtos que removem essas bactérias ou causam algum tipo de reação à pele, além do estresse emocional. “Quando a população do microbioma se reduz, as bactérias, vírus e fungos podem se instalar, causando infecções e doenças. Uma vez que ocorrem alterações, a pele tende a ficar desprotegida, ficando suscetível a doenças como psoríase, dermatite atópica e acne”, afirma.

Para cuidar do microbioma da pele, a Dra. Paola sugere algumas dicas, como tomar banho morno, rápido e com sabonetes que consigam manter o pH da pele. Outra dica, segundo ela, é manter a pele sempre hidratada, pois, dessa forma, mantemos um ambiente favorável para os microrganismos bons. “Aposte em hidratantes probióticos que favorecem as bactérias boas do microbioma, protegendo a região das doenças de pele. Conter o estresse é muito importante também; procure incluir atividades físicas na programação, além de procurar profissionais que auxiliem no controle da ansiedade”, completa.

LED Azul:

Diversas pesquisas recentes têm apontado que o LED azul tem uma capacidade bacteriana superior ao uso de medicamentos e soluções tópicas. Além disso, outras pesquisas mostram que o LED azul tem efeito permeabilizante, ou seja, aumento do potencial de princípios ativos que elevam a concentração de água da pele. Segundo a dermatologista, o LED Azul é considerado uma evolução na fototerapia, pois se trata de uma técnica indolor, não térmica, não invasiva, que não necessita de tempo de recuperação após a aplicação, além de não possuir restrições quanto ao fototipo cutâneo. Ela explica como funciona: “A bactéria causadora da acne produz uma substância química chamada porfirina para manter seu metabolismo normal. A exposição dessa substância à luz do LED azul causa um estímulo fotodinâmico que altera a molécula da porfirina, interrompendo o metabolismo da P.Acnes e eliminando a presença da bactéria sem lesionar o tecido.”

Cosméticos verdes:

Os cosméticos verdes têm conquistado cada vez mais o mercado brasileiro e mundial. A demanda por produtos verdes acontece por diversos motivos: a percepção de serem mais saudáveis e seguros e por serem menos agressivos ao meio ambiente. Tal demanda tem sido reforçada por novas tendências comportamentais, como a do consumo ético e estilo de vida saudável e consciente. Existem três tipos que não devem ser confundidos: os cosméticos naturais, os cosméticos orgânicos e os cosméticos veganos.Os cosméticos naturais são compostos em grande parte de ingredientes naturais, e o processo de fabricação deve ser sustentável e não pode ser testado em animais. Já os orgânicos, são formados, claro, por ingredientes orgânicos, sem agrotóxicos, adubos químicos e derivados de petróleo, mas que podem conter matérias-primas derivada de animal e alguns sintéticos, salvo algumas restrições. O processo de fabricação também deve ser sustentável e não pode ser testado em animais. Por fim, temos os veganos. Eles não precisam ser naturais ou orgânicos, mas não devem conter ingredientes de origem animal e nem serem testados em animais, mas podem utilizar produtos químicos”, finaliza.

DRA. PAOLA POMERANTZEFF:

Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

HOLDING COMUNICAÇÕES

Pedro Del Claro
E-mail: redacao@holdingcomunicacoes.com.br
Fone: (011) 94545707

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria