É a hora do banho do bebê: qual a melhor opção?

Conheça alguns métodos comuns e adapte-se para poder proporcionar mais alegria e conforto à criança

O banho do bebê pode trazer diversas emoções aos pais. Para os de primeira viagem, pode ser um momento de superar o medo e a insegurança; aqueles que já passaram pela experiência do primeiro filho, percebem que alguns elementos podem ser fundamentais para proporcionar um momento agradável a criança. Pouca gente sabe, mas existem diversos métodos de fazer esta hora ainda mais especial e prazerosa.

Por exemplo, o tradicional banho de banheira – o mais comum – exige alguns cuidados: deve-se verificar a temperatura da água constantemente, pois, como se trata de um recipiente maior, a água tende a esfriar mais rápido, gerando um incômodo ao bebê. É recomendado que a mamãe esteja atenta e faça uso da própria água do chuveiro na banheira, se certificando de que a temperatura está adequada e repondo quando necessário.

Dentro do útero da mãe, o bebê está totalmente protegido. Não há muito espaço para se movimentar, então ele se sente acolhido, dentro de um ambiente quente e escuro. Ao nascer, essa ligação se perde, por isso a importância de proporcionar algo parecido ao recém-nascido”, comenta o doutor Jorge Huberman, pediatra e neonatologista do Hospital Albert Einstein e do Instituto Saúde Plena.

Pensando neste conceito, algumas mamães aderiram ao chamado “banho de balde”. Essa técnica foi inicialmente utilizada em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e tem se mostrado muito eficaz para acalmar o bebê e evitar problemas comuns nesta idade, tais como as cólicas. “No banho de balde, a mãe imerge o bebê dentro de um baldinho, com uma pequena quantidade de água, já que quando ele estiver sentadinho, a água alcançará seu ombro. É muito importante manter a temperatura da água entre 36 e 37 graus, além de deixar o pescoço e cabeça da criança livre, pois esta é a área onde o adulto deve segurar o bebê. Aconselha-se o banho de balde antes do sono da noite, já que é um banho relaxante, que pode trazer maior conforto e tranquilidade, mas deve-se lembrar que esse tipo de banho, que é mais terapêutico, não pode substituir o banho higiênico da criança”, explica doutor Hubermann.

Uma terceira forma, ainda pouco utilizada, apresenta um momento de maior intimidade entre a mãe ou o pai e o bebê: trata-se do banho de chuveiro, aquele que tomamos todos os dias. “O banho no chuveiro exige uma atenção especial dos pais. Na verdade, é como se o adulto estivesse tomando seu banho, naturalmente, mas ele não pode se esquecer de que estará com uma criança pequena no colo, logo, é importante prestar atenção para não deixar a água atingir os olhos ou ouvidos da criança, o que poderia ocasionar irritações ou inflamações”, comenta o pediatra.

Deve-se lembrar que a hora do banho tem de ser um momento saudável à criança. A segurança dos pais é fundamental para passar tranquilidade ao bebê. Em casos de recém-nascidos é importante se atentar à utilização de shampoos e sabonetes neutros para a higiene do corpo e também do umbigo. Depois de seco, recomenda-se limpar a região do coto umbilical com álcool 70%. A tarefa pode ser feita também após as trocas de fralda. Pensando na saúde e no banho do bebê, doutor Hubermann dá algumas dicas:

Time Comunicação Ltda
Rebeca Salgado
E-mail: rsalgado@timecomunicacao.com.br
Fone: (11) 30813743

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria