Pílulas anticoncepcionais: as principais dúvidas sobre a administração do método

Quando o assunto é contracepção, muitas mulheres adotam um método bastante comum,
existente há mais de 60 anos: as pílulas anticoncepcionais.

Considerada um dos contraceptivos mais eficazes, a pílula é de uso oral e tem a finalidade de inibir a fertilidade da mulher, prevenindo a gravidez. O Dr. Gilberto Nagahama, coordenador do serviço de ginecologia e obstetrícia do hospital San Paolo esclarece as principais dúvidas sobre uso dos anticoncepcionais.  

Todo dia no mesmo horário

As pílulas anticoncepcionais devem ser tomadas no mesmo horário, pois o tempo de ação de cada pílula é de aproximadamente 24 horas. Tomar em horários irregulares não necessariamente tira o seu efeito, mas pode levar a um fenômeno comum conhecido como spotting ou sangramento de escape, e até mesmo irregularidades menstruais. É sempre bom lembrar que existem diversas fórmulas de anticoncepcionais, por isso consulte sempre o seu ginecologista.  

Esqueci, e agora?

O ideal seria que nenhuma pílula fosse esquecida, mas caso ocorra este imprevisto, a paciente deve, na grande maioria dos anticoncepcionais, desprezar a pílula esquecida e seguir tomando a mesma cartela. Se isso se repetir por dois dias consecutivos seria melhor parar de tomar e esperar a próxima menstruação para reiniciar o uso de forma adequada. Esquecer de tomar pílulas oferece maior risco de engravidar.  

Emergência

Devemos lembrar que a contracepção de emergência ou também conhecida como a pílula do dia seguinte não é considerada método contraceptivo, seus riscos de engravidar são inaceitáveis como método seguro, por isso só deve ser usada em casos específicos. Tomar a pílula do dia seguinte junto com anticoncepcional tem como principal risco a irregularidade menstrual devido basicamente ao excesso de hormônio.

Outras finalidades

As pílulas podem ser usadas para regularizar os ciclos menstruais, tratamento para alguns tipos de cistos ovarianos e pode evitar características secundárias a alterações hormonais como acnes e hirsutismo, por exemplo.  

Variedades

Atualmente existem inúmeros tipos de anticoncepcionais em relação à via de administração que pode ser intramuscular, oral, transdérmico, intra-uterino, subcutâneo e vaginal e podem apresentar diferentes hormônios e posologias. Por isso, é imprescindível a visita regular ao ginecologista.   Outros medicamentos e reações

Há alguns remédios que podem interferir na ação dos anticoncepcionais como anticonvulsivantes, alguns antibióticos, laxantes entre outros. Sempre fique atenta com as bulas, pois há informações sobre interações medicamentosas e seus efeitos. Há também situações clínicas que podem interferir com a absorção e consequentemente a ação dos anticoncepcionais, como vômitos e diarreias graves.

Hospital San Paolo
Rua Voluntários da Pátria, 2786 – Santana
Tel: (11) 3405-8200
www.hsanpaolo.com.br

Image Press
PATRÍCIA CASSEANO COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL LTDA
Bruna de Paula
E-mail: bruna1@grupoimagecom.com.br
Fone: (11) 33923025

Tags:,

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria