Pílula anticoncepcional pode trazer riscos à saúde da mulher?

Caso na França traz à tona debate sobre quem pode ou não fazer uso do método.
Médica do HCor esclarece dúvidas após Anvisa lançar informe sobre o assunto e questiona o uso de receita para compra de contraceptivo

pilula02Uma polêmica na França fez o assunto pílulas anticoncepcionais e riscos à saúde voltar ao debate. Mais de 10 mulheres, entre 18 e 46 anos, notificaram as autoridades com queixas de acidentes vasculares (trombose e AVC), ocasionados pelo uso do medicamento, cujo princípio ativo é o acetato de ciproterona e etinilestradio. Após as denuncias, a Agência Nacional de Segurança de Medicamentos e Produtos de Saúde proibiu a sua venda no país.

A partir dos fatos, a pergunta é inevitável: será que os contraceptivos são seguros?

Como a pílula também é vendida no Brasil, a Anvisa divulgou um alerta, informando que ela não pode ser usada em pacientes com histórico de processos trombóticos (quando ocorre a formação de coágulos em veias ou artérias que podem impedir a circulação do sangue, com risco de morte).

Mas, se 44% da população brasileira não reconhece os sintomas da trombose, de acordo com pesquisa do Ibope, a situação exige atenção. Para a cirurgiã cardíaca do HCor – Hospital do Coração, Dra. Magaly Arrais, como todas as drogas, os anticoncepcionais são contraindicados em determinados casos e sofrem interação quando tomados com outros medicamentos (antibióticos e antifúngicos orais).

O ideal seria usá-lo somente após uma consulta detalhada, onde o médico indicaria o tipo de pílula mais adequada ao perfil de cada mulher. Por isso alguns países defendem o uso de prescrição obrigatória na hora da compra, poderia ser uma forma de prevenção. Afinal a trombose é uma doença silenciosa“, argumenta.

Terceira doença na lista das principais causas de internação no SUS, o mal afeta principalmente pessoas acima do peso, com colesterol alto, com casos preexistentes da doença na família, que consomem álcool, fumam, são sedentárias ou passaram por cirurgias ou hospitalizações prolongadas. “É este perfil que não deve recorrer ao método sem uma consulta prévia. Essas mulheres estão colocando a saúde em risco, sujeitas inclusive a um AVC (Acidente Vascular Cerebral).”

Sobre as pílulas anticoncepcionais

Target | Estratégia em Comunicação

Thais Souza – thais@targetsp.com.br
Bruno Folli – bruno@targetsp.com.br
Ricardo Costa – ricardo@targetsp.com.br
Karina Klinger – karina@targetsp.com.br
Tel.: (11) 3063-0477

Tags:, ,

1 comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud

Dados do Autor

Diversos Autores

Diversos autores colaboraram nos textos existentes no EsteticDerm. Alguns dedicaram suas matérias de forma específica. Outros foram colhidos em sites que disponibilizam material e publicados após análise e aprovação da equipe de editores. As fontes na Internet são muitas mas sempre haverá busca, análise e aprovação do texto seja qual for sua origem. O enfoque principal é beleza e saúde do corpo humano embora tenhamos áreas de leitura geral. Muitas das publicações foram elaboradas por autoridades no assunto proposto. O conteúdo dos textos, artigos e matérias é de responsabilidade total de seus autores.

Email Site /blog

Dados desta matéria